segunda-feira, 30 de junho de 2014

Que podem as palavras dizer, quando o silêncio fala a imensidão, num calado ruído onde as emoções se aglomeram e prosperam? 
O sol nasce e com ele novas promessas despertam os fios do horizonte no âmago dos sonhos...

quarta-feira, 25 de junho de 2014

Ajudar quem se conhece não é mérito. É obrigação. Ajudar um desconhecido é entregar de verdade o coração.

segunda-feira, 23 de junho de 2014

quarta-feira, 18 de junho de 2014

Há páginas que não viram por muito vento que as sopre teimam em se manterem com as mesmas palavras escritas...

domingo, 15 de junho de 2014

O pensamento não se cala...as palavras custam a sair...há uma urgência no pensamento que as palavras não entendem!
Não darei mais palavras ao papel...já todas foram usadas; estão gastas...nada mais importa porque as palavras não dizem nada...abraçarei o papel branco com o silêncio embalado no meu olhar calado!

sexta-feira, 13 de junho de 2014

Quantas horas tem o sono que deixei ir embora…quantas vidas vive o pensamento enquanto não dorme e sonha…
 

quinta-feira, 12 de junho de 2014

Nascem e partem em mim pensamentos que o caderno recolhe num segredo tão nosso...fecho o caderno no pensamento aberto no tempo...esqueço as palavras mas nunca as emoções que elas carregam!
 

segunda-feira, 2 de junho de 2014

Somos uma ilusão na realidade...uma realidade na concretização da melhor ilusão...despertar nem sempre é esquecer o sonho...poderá ser a ilusão da realização!