quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Perco-me em cada fragmento, encontro-me nas partículas do silêncio da tua serena voz...

Ana Coelho

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Quando olho um rosto é como se me contempla-se num espelho, esqueço-me que por detrás desse rosto está uma outra forma de vida...

Ana Coelho

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

As minhas palavras são nuances abstratas das realidades que me pulsam no âmago.

Ana Coelho

domingo, 26 de setembro de 2010

A adversidade é o paradigma para o exame fulcral à estrutura até então construida...

Ana Coelho
Não sei se andam todos loucos, ou se a louca sou eu!
Por não entender os movimentos deste tempo...

Ana Coelho
A amizade tem um horizonte tão vasto como o olhar de quem o contempla.
As raízes ficam e as flores nascem em todas as Primaveras.

Ana Coelho

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

De silêncio em silêncio descubro o verdadeiro som das palavras universais...

Ana Coelho

domingo, 19 de setembro de 2010

Só o amor é insaciável quanto mais se tem mais se quer e quanto mais se dá mais profundo é o seu sentir...

Ana Coelho

sábado, 18 de setembro de 2010

Porque o céu nem sempre é azul e porque os ventos sopram nas mais variadas direcções os dias nunca se igualam são efémeros e em constante mutação ao som dos desejos que toda a natureza escuta...

Ana Coelho

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Em torno dos arcos o véu esvoaça em penas que não se alcançam com o corpo dormente em sulcos do ontem perdido no hoje...

Ana Coelho

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

É tão fácil amar
quando dentro do peito
já nasceu a eterna semente do amor.
É fácil amar incondicionalmente
quando a voz do coração
se sobrepõe à voz da razão...

Ana Coelho
O sol nasce e renasce em cada encontro com o teu olhar, por onde os sonhos se elevam e as formas são a fiel realidade dos dias!

Ana Coelho

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Os sons do universo são encontrados dentro de cada universo único na forma de olhar de fora para dentro...

Ana Coelho

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Nos infinitos espaços da luz toda a existência é uma filigrama esculpida pelos tacto do silêncio!!

Ana Coelho

sábado, 4 de setembro de 2010

Todas as pessoas que se cruzam na nossa vida têm um papel importante a nos ensinar, estejamos nós atentos na aprendizagem...

(Porque hoje me lembrei de muitos amigos agora distântes mas que têm morada eterna em mim...)

Ana Coelho

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Porquê é que o ser humano tem tendência para passar o limite do razoável?

Ana Coelho
Busco na tua voz
o silêncio que me traz as respostas.
No após trazes sempre um novo anjo ao meu caminho!

Ana Coelho

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

A luz da razão
é o simbolo
que os olhos buscam
nos poros da suprema liberdade de Ser!

Ana Coelho