domingo, 27 de novembro de 2016



Todos temos motivos para não sorrir e para sorrir; cabe aptar para onde voltamos o olhar...eu quero sorrisos partilhados com corações alargados em atos de amor... olhares brilhantes e cintilantes na fonte da poesia que aconchega a Vida!

sábado, 26 de novembro de 2016

A vida não é perfeita...nem o ser humano o é..."perfeito" ( e constante) no ser humano é nunca ter culpa...a culpa é sempre do outro...da outra (in)perfeita vida!

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Vivemos num "universo" onde os rios correm em busca do mar...talvez por isso veja tantos a correrem no mesmo sentido...as margens quase choram ao verem essa corrida tão conturbada...o que prevalece são as constantes palavras de chamada de atenção...os elogios ( mesmo fictícios ) arrastam as correntes...assim se alimentam egos...e os ecos são tão perturbantes...cada vez me sinto mais no inverso deste universo...cada vez mais o som do silêncio é tão intenso e real que as palavras se soltam num calor solitário que eleva os sentidos de ser sem entender o que me rodeia...ser é o mais importante...solitária sem solidão...

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Um caminho partilhado faz com que se cresça...desde que se olhe sempre para o lado sem deixar de observar todos os caminhantes...partilhar é dar as mãos e não esquecer o outro, sentir dentro do coração...quando não se olha para o lado e para o resultado dos atos somados deixa de existir a verdadeira partilha...enganamos os outros e a nós mesmos...caminhar sem partilhar é a maior solidão da humanidade...caminhar em conjunto sem sentir o outro lado é quer chegar primeiro...e isso até pode acontecer...chegará primeiro e só...que prazer há nisso?

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Todo o meu Universo é especial porque tu habitas nele...basta um olhar que o meu sorriso é iluminado pelo sol da tua existência...sem ti nada seria...

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Há sempre uma mão que segura as minhas palavras...há sempre uma razão envolvida no meu pensamento...há sempre nas palavras a emoção de algum momento que me fica no pensamento em sentimento!

domingo, 13 de novembro de 2016

A incrível demagogia de comportamentos deixam-me sempre com o pensamento em ebulição...queremos cultura ou não?
A resposta pronta será por certo; queremos!
Sim queremos e proclamamos isso todos os dias.
O meu pensamento caí nestes sentimentos quando há cultura numa sala semi-vazia.
Uma (antiga) questão coloco no nosso coração:
-Queremos, então onde estamos quando as salas precisam do calor desse querer?
Fico sempre sem saber.
Ficam sempre sem saber e conhecer partilhas vivas...Perdemos todos. A cultura chora em silêncio e pede vida não morte.
-Queremos, sim queremos quando somos nós os focos, será esta a resposta?

terça-feira, 8 de novembro de 2016

Quando os acontecimentos se sucedem já não são um acontecimento, é concretização! Alguns entendem outros não...

domingo, 6 de novembro de 2016

Observo...sim, eu observo bastante...concluindo cada vez mais que quem diz ser quase nunca o é...quem muito "fala" pouco pratica...isto não é novidade alguma...torna-se é cada vez mais notório nas constantes chamadas de atenção em diversas formas escritas que circulam pelas redes sociais...observo e não me acostumo jamais...

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Um ato depois de ser efetuado não tem como ser remediado, por tanto, antes de agir pense...sinta...e sobretudo coloque-se do outro lado para compreender a razão de outro coração como se fosse o seu, sinta o impacto desse ato...só assim se pode redimir sem remorços mesmo não expostos...
(cada coração uma emoção, cada coração com a sua razão)
Todas as nossas certezas chegam quando se sabe esperar pelos acontecimentos...observar as caminhadas...ouvir os silêncios e o significado de cada ato englobado num todo...