quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Por vezes o silêncio pode parecer esquecimento e não é verdade...mesmo em silêncio lembro todas as mãos estendidas em todos os momentos da minha Vida e sou grata por elas...sempre sem esquecimento mesmo dentro dos meus silêncios por falta de tempo ou por defeito/feitio meu...

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Percorro o caderno e as folhas estão gastas...o olhar pára em cada página para recordar o pensamento de cada uma delas...esqueço o pensamento que está vazio...fecho o caderno numa caricia meiga e suave numa lágrima solta...não há mais páginas para escrever...fecho o caderno para o deixar viver!

sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

O luar brilha com um sorriso aberto na noite em que a união marca os lares...que o brilho deste luar seja eterno nos corações, que se unem porque há mais que um dia para se Ser...há todo um ano, todo um tempo que não devemos nunca esquecer!
Hoje é Natal e há de tudo nas mesas...há famílias sentadas à lareira...há luzes a piscar em todos os lugares...E amanhã que já não é natal o que haverá nas mesas e onde estarão as famílias e as luzes que alegram as passagens?

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

O tempo passa, as rugas aconchegam a pele...a essência fica apurada na experiência à qual chamamos Vida!
Não importa o tempo que passa mas como nós passamos o tempo e o que com ele recolhemos e deixamos pelo tempo! 

domingo, 20 de dezembro de 2015

Sendo todos diferentes na verdade tudo é igual...cada um faz o seu caminho...e eu faço o meu...

sábado, 19 de dezembro de 2015

Hoje tive a confirmação daquilo que digo e penso, nada como as emoções para nos fazerem sentir Vida em união...um dia feliz porque senti a felicidade dos que me rodeiam...

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

O mundo já não roda no sentido dos ponteiros do relógio...se roda porque razão tudo parece acontecer na contra-mão do verdadeiro sentido Universal?

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

O tempo passa, as memórias ficam...assim como tudo e todos os que devem ficar para acrescentar tempo ao tempo que somos...no caminho partilhado em tempos de igualdade onde nasce a irmandade no sangue da eternidade!

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Nem tudo o que faço penso...tudo o que penso faço...em ambos os sentidos tudo o que faço é de verdade e vontade...

domingo, 13 de dezembro de 2015

Se há dias que são vida e foi/é um deles este..."um pouco do nada que nos faz feliz"...um pouco do tanto que nos faz seres Humanos no meio das palavras e poesia...há dias que não se apagam no tempo da gente porque foram mais que tempo, foram emoções e sonhos onde a vida é uma poesia em movimento!

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Se muitos duvidaram...outros tantos acreditaram...eu acreditei e o sonho aconteceu como um rasgo de luz num outono de promessas...minhas...e tuas...

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

As ausências sentem-se não na falta de palavras, mas sim, quando os silêncios já não comunicam...já não fazem falta...e o silêncio mostra o esquecimento...
A vida continua na passagem que se desenha...as sombras dançam e o que fica retido no meu olhar é uma palavra... Amor onde eu renasço porque o sei mais que palavra...

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Sem-abrigo, Escolha ou Destino?



Sinopse:

A condição de sem-abrigo está associada na sociedade atual a uma marginalização do indivíduo, assumido como que caído em desgraça, sem outra alternativa que não a de enveredar por aquela condição.

Mas serão estes marginais de facto?
Terão eles chegado a esta situação como alternativa derradeira?

Com uma narrativa vertiginosa, real e muito vívida, a autora leva o leitor a mergulhar neste mundo, no qual descobre toda uma vida e realidade próprias, com alguns rituais surpreend
entes, em que o indivíduo, o ser (humano e não só) são tratados de uma forma quase exemplar, capaz de fazer inveja a quem não estando nesta condição, almeja atingir um estádio de ser superior.

Mostrando que os sentimentos, a reflexão e as vivências estão para além da condição, a autora dá a conhecer uma outra face desta realidade, demonstrando que em todo o ser humano há vida, e que, com os incentivos devidos, é capaz de superar todas as condições, mas principalmente, a si próprio.

Para adquirir o romance envie email para: anacoelhoantunes@hotmail.com ou veja em www.edita-me.pt 

O dia começa na continuidade da vida...tudo o que fazemos é um lugar comum da nossa existência...na vulgaridade dos gestos mostramos o que há dentro do espelho!

domingo, 29 de novembro de 2015



Acreditar que nada é por acaso é bom...viver com essa certeza em sinais da vida é ser feliz, por acreditar e saber que a vida só o é em plenitude quando se prova o que se acredita!

sábado, 28 de novembro de 2015

Perguntam-me quantas páginas já escrevi...não sei!...Eu escrevo emoções e as emoções não se contabilizam...

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Enquanto arrumo o ruído no silêncio...esboço traços ao luar que me fazem lembrar que a vida é uma paisagem onde não se pode acomodar os sentidos...

terça-feira, 10 de novembro de 2015

domingo, 8 de novembro de 2015

Espero por vós onde os sonhos se encontram com a vida...encontrarei todos os que sabem sonhar para lá da linha do horizonte uno...

Lançamento do Romance "Sem-Abrigo, Escolha ou Destino?"

Lançamento do Romance "Sem-Abrigo, Escolha ou Destino?" 
No Museu João Mário em Alenquer, dia 21 de Novembro de 2015 pelas 16:00 horas

Prefácio de Paula De Carvalho 
Foto da capa de Iolanda Gomes 
Entrada Livre 

Sinopse

A condição de sem-abrigo está associada na sociedade atual a uma marginalização do indivíduo, assumido como que caído em desgraça, sem outra alternativa que não a de enveredar por aquela condição.

Mas serão estes marginais de facto? 
Terão eles chegado a esta situação como alternativa derradeira?

Com uma narrativa vertiginosa, real e muito vívida, a autora leva o leitor a mergulhar neste mundo, no qual descobre toda uma vida e realidade próprias, com alguns rituais surpreendentes, em que o indivíduo, o ser (humano e não só) são tratados de uma forma quase exemplar, capaz de fazer inveja a quem não estando nesta condição, almeja atingir um estádio de ser superior.

Mostrando que os sentimentos, a reflexão e as vivências estão para além da condição, a autora dá a conhecer uma outra face desta realidade, demonstrando que em todo o ser humano há vida, e que, com os incentivos devidos, é capaz de superar todas as condições, mas principalmente, a si próprio.

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

O tempo é o domador dos movimentos onde corremos para nada alcançar...no entanto continuamos a correr, obedecendo ao tempo esquecendo o melhor tempo que somos...o silêncio das águas paradas...

terça-feira, 3 de novembro de 2015

Os meus sonhos nunca dormem, sossegam somente em vagas horas onde construo sempre novos sonhos que cabem todos os que comigo ousam sonhar e abraçar os sonhos que libertam e alegram as passagens!

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Divergir de opinião e saber respeitar todas as opiniões é um dos fundamentos dos bons relacionamentos!

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

O som da manhã abraça os mais leves sonhos com eles caminha pelo dia sem urgência...saborear todos os minutos nas horas por onde se passa...é viver e não deixar a vida só passar...é ter a vida a acontecer para recolher dela os sons infinitos das utopias realizadas!

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Com a sede do mundo nas mãos e o coração no luar dos afetos ergo a voz para evocar o sol dentro de todos os tempos!

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Que o sol brilhe dentro de cada olhar, mesmo por entre gotas de chuva, há sempre um raio de luz para agarrar e com ele sorrir!

sábado, 24 de outubro de 2015

Olho a luz da manhã sem quer olhar para lá deste agora que me abraça...recolho-me no meu silêncio...as palavras estão cansadas...o amanhã é tão incerto que me recuso a olha-lo...tudo o que quero está dentro do silêncio e nele ficava eternamente sem medos...

domingo, 18 de outubro de 2015

Eu falo com as mãos, com o olhar e com todas as minhas expressões porque as palavras não são saídas da boca...são todas saídas do coração que move todo o meu ser!

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

A minha vida é um poema que não escrevi...aprendi a soletrar nas horas por onde passo com o olhar cheio de sonhos!

domingo, 11 de outubro de 2015

A força da vida está nas quedas...entre pedras nasce a mais bela flor regada pela sal do rosto que habita junto da terra mãe...

sábado, 10 de outubro de 2015

Pela noite vagueiam luzes no olhar que observa para lá do escuro luar...há sonhos nos beirais do sono que reconforta os vazios que a vida não aceita...
Fiz companhia à lua para recordar o som do seu silêncio a embalar-me as palavras caladas no meio da noite...foram palavras e silêncio com o doce sabor de antigamente a brilhar-me por entre os dedos...

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Nada é certo na vida além da incerteza em que tudo acontece...viver na certeza de conquistar cada nada à nossa volta é tornar os incertos caminhos em alegrias concretas que ficam na emoção do que somos!

terça-feira, 6 de outubro de 2015

Quando o sonho adormecer, acorda-o porque a vida é o melhor sonho que se pode ter!

domingo, 4 de outubro de 2015

Há obrigações tão pequenas que têm um imenso impacto num todo...nadas que são muito...muito mais que aquilo que lhe atribuímos em leviandade!
Existem dias onde pareço não caber dentro deles...emoções que nos sufocam ao mesmo tempo que nos obrigam a pensar o quando é importante estar...abraçar...tocar a sorrir com o olhar!

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Na minha escrita há muito de sonho, silêncio, margens e abraços porque em todas estas palavras há uma imensidão onde eu ainda não consegui tocar nem esvaziar...
O mundo gira e roda com o vento e o sol dos dias...tudo envolve...tudo transforma...nas formas com que cada um observa e recebe na esfera (con)sentida de ser vida!

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

O ser humano tem sempre uma palavra pronta quando se trata de critica...para o elogio calam...devíamos elogiar mais o que nos rodeiam e haveria menos criticas a cada dia dentro de todos nós!

domingo, 27 de setembro de 2015

Abraçar as palavras na emoção da realidade é o sonho da pureza em que se vive as palavras abertas na sinceridade daquilo que amamos...viver a palavra e não da palavra a realização mais completa de todo o autor!

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Amo o amor... sem escolha amo porque amar é a natureza que me faz ser humana...não viveria sem amor dentro do peito... mesmo quando a dor grita é por amor...

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Viver é passar as estações em constante renovação..deixar cair as folhas...procurar sementes...acariciar o vento frio com os sentidos a sentires a busca da renovação...

quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Atrevi-me a pensar que calava o pensamento para não mais ter o ruído de tudo a envolver-me com ventos desnorteados...pura ilusão...quanto mais penso em não penar mais o pensamento corre em cruzadas dentro do meu âmago acesso para o mundo que me rodeia...

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Falar ou escrever é a imensa forma de comunicar...agir é a imensa força de tornar as palavras em construções que perduram...

domingo, 20 de setembro de 2015

Escrevi o sol do teu sorriso na vida que vislumbro quando entre silêncios a palavra se ouve dentro do peito!

sábado, 19 de setembro de 2015

Gosto de sonhar, mas sou muito realista em todos os caminhos que piso e sei que o sonho alimenta a realidade, onde tudo se concretiza com empenho dedicação e trabalho, na emoção concreta e verdadeira do coração que vive livre, nos dois pontos..sonho e realidade!

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Quando a alma pede para falar no silêncio de tudo nasce a poesia num parto rápido que elimina a dor...quando a alma fala em poesia há um consolo para quem escreve se quem lê encontrar esse pedaço de alma nas palavras...
Amo...e é tão pouco todo o amor que consigo dar ao mundo...
No dia que comecei a caminhar contigo muito mudou...tanto se passou...sempre lado a lado...hoje sou feliz por tão pouco...com a clara certeza de que amar é a descoberta que juntos fizemos e vamos fazendo a cada dia...a cada lágrima...em tantos risos!

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Nem sempre se ganha, no entanto, o perder é um ganho maior ainda, se o soubermos receber, ver e entender na direcção a que esta nos nos leva!

terça-feira, 15 de setembro de 2015

No ruído há um silêncio onde a noite se aconchega para desfiar cristais lunares que irão cintilar no despertar...
Ao acordar não te esqueças de despertar com a vida e observar tudo o que ela oferta em pequenos nadas dos dias!

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Olhar de frente o caminho que faz avançar...entre pedras...buracos e flores do Outono próximo avanço para o amanhã incerto de todas as certezas!

domingo, 13 de setembro de 2015

Ando sempre com o sonho...quando ele parte; eu fico e volto ao lugar da nascente para retomar novos sonhos sempre na lúcida certeza de que caminhar no sonho é viver a liberdade de Ser...

sábado, 12 de setembro de 2015

Tudo tem um principio e um fim...começa o fim de um novo principio onde o olhar não pode vacilar...

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Viajo pelo tempo num vento do agora que me embala as emoções onde cabem tantos pedaços...alguns em estilhaços que cortaram...marcaram...não ficaram...partiram para longe deixando apenas o que aprendi...

quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Quem me olha só de por olhar não vê o que sou nem as capacidades que tenho dentro do peito e no caminhar...para me verem terão que entrar mais profundamente de frente ao olhar que não se perde nem mente...

terça-feira, 8 de setembro de 2015

Na penumbra dos dias a vida acontece sem pedir licença, temos que estar atentos para acompanharmos com vida todos os nossos dias!

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Há um silêncio que une palavras em olhares que marcam...depois...as palavras têm que se fazer gestos...se fica o silêncio...será o vazio que afasta todos os sentimentos...

sábado, 5 de setembro de 2015

Há períodos da vida onde nos colocamos na balança e obrigatoriamente com a mente a clarificar-se em novos caminhos se abrem...difíceis mas sem volta é essa a volta que a minha têm que dar...

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Pedimos liberdade a tudo o que nos causa lágrimas, mas agarramos a dor em lembranças múltiplas com medo de deixarmos as recordações partirem...é esta a imensa prisão da alma que involuntária luta em contradição...
Olho o mar com o branco das ondas a envolver o corpo vestido de azul no sentir da alma que mergulha no profundo dos dias para recolher e largar todas as pontas soltas que os dias aglomeram...

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Os voos dos sonhos são o elixir de cada navegante nos percursos onde todos nos encontramos para na divisão individual nos multiplicarmos...o segredo é a verdadeira entrega com o amor no lugar de todas as emoções!

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Sei que me desenhaste um caminho por onde eu vou pé ante pé sem medo com os olhos posto em ti acreditando na tua vontade e bondade...reconhecendo que chego onde queres que eu chegue...
Para nos abrigarmos dos temporais da vida nada como acreditar e mergulhar nos sonhos que construímos na elevação da alma mesmo num corpo cansado...
Diariamente somos postos à prova em pequenos nada que se confundem com a rotina...todos os dias abrem-se oportunidades dentro dos minúsculos nada do quotidiano...a forma como os aceitamos e recolhemos determina todo o nosso dia e os seguintes....vamos estar atentos e recolher os nadas com a euforia das grandes coisas...ao longo do tempo somos na mesma nada mas mais completos!

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Preciso de mergulhar nas águas do silêncio e ficar nos recantos transparentes do infinito onde tudo fica sem eco para elevar o espírito... lembrar ao corpo que os caminhos têm espinhos e rosas...preciso urgentemente de não precisar de nada...

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Existem gestos tão simples que marcam a profundidade das uniões...obrigada a quem de surpresa me oferta pequenos pedaços para me darem coragem e saber quem tenho de verdade ao meu lado!
Há pedaços de mim que riem outros que choram...há pedaços que passam outros que não abandono nem vivo sem eles!

sábado, 22 de agosto de 2015

Amar não é opção, é viver, semear e colher...amar é ser amado...
O horizonte tem tantos ângulos....alguns apenas focam um e não vêem mais que uma ponta...o ponto onde há um espelho...

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Um sorriso solitário não é sorriso...partilhado é o brilho que ilumina os olhares e se propaga em linhas onde a felicidade germina!

terça-feira, 18 de agosto de 2015

Há um tempo em que as recordações são mais intensas, nelas elevamos a essência para a continuidade do caminho...tão desconhecido caminho onde avançar é obrigatório...e o melhor é avançar sem medo!

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Olhar o amanhecer com a voz do silêncio a agradecer o novo dia...sentir com o sorriso o sol e as nuvens que nos abrigam...é aceitar a vida e com ela caminhar de mão dada para tudo e em tudo!

sábado, 15 de agosto de 2015

Tenho um lugar muito confortável onde recebo o não...melhor é receber o não que o sim em fingimento sem razão...neste local dos meus nãos cresço em busca de outros nãos...

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Pior que tirarem a liberdade, é aprisionarem a criatividade de uma alma que só o é em actividade!

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

O poeta tem a maior das paixões...ama com a palavra sente com o coração...entende o que é a realidade...e aquilo que é pura imaginação..

terça-feira, 11 de agosto de 2015

Saberemos a importância que temos na vida de alguém quando entre silêncios os atos se aglomeram para que as palavras se soltem em sentidos de cumplicidade!

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Quando o sol nasce e envolve todo o nosso ser a esperança abraça com coragem o dia que se nos oferta...Acreditar é o elixir da vida...fazer o movimento imperativo para as realizações!

domingo, 9 de agosto de 2015

Quando aquilo que exibimos é um fragmento do que fazemos e sabemos, habita em nós a essência real da simplicidade!

sábado, 8 de agosto de 2015

Dentro dos obejtivos há a imensa alegria de os ver caminhar, onde eles chegam é a incerteza que acompanha o férrea força de acreditar...chegar ou não ao patamar sonhado é quase insignificante...saber que se trabalha de consciência limpa para os alcançar, ter a certeza de que em todas as lutas ganha-se e perde-se sempre para que não se perca essa força de tentar...trabalhar um objetivo é uma parte da felicidade de se ser vida!

quinta-feira, 6 de agosto de 2015

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

A inteligência não é uma ameaça...só a vê como tal quem não o possui!

A humanidade vive envolta da materialidade…ter…mostrar…ser algo…o valor das coisas é elevado….o da alma esquecido…na fogueira das vaidades os “lobos” procuram as presas…que pela ambição de se mostrarem fazem tudo…entregam a moeda para sonharem envoltos de egos…enquanto uns sonham e não calculam todos os cálculos…outros vivem dos sonhos e dos cálculos que saqueiam em nome dos valores mais pobres do mundo…a humanidade precisa de maturidade e de se entregar à verdade das coisas que não se pagam… só assim se é…só assim o valor é…o que se paga é perecível…a humanidade é eterna!

terça-feira, 4 de agosto de 2015

Acreditar é caminhar sempre ao encontro do sonho...aceitar é ir ao encontro do crescimento que nunca cessa...

sábado, 1 de agosto de 2015

As ausências sentem-se, não na falta de palavras...mas sim quando os silêncios já não comunicam...já não fazem sentido...
Pensar que nada tem uma dimensão definida, que todas as medidas estão dentro da dimensão do olhar...faz-me sentir cada partícula num respirar cálido dentro do pensamento...quando o olhar observa algo grandioso,afasto-me para absorver melhor a dimensão...quando olho de novo...a grandiosidade é uma partícula tão pequena como tantas outras...

sexta-feira, 31 de julho de 2015

Há quem encontre muito no meio de tudo...eu encontro (me) muito no meio de nada...o nada onde habito com alma, coração e emoção...

quarta-feira, 29 de julho de 2015

Não é de hoje nem de agora que acredito que nada acontece por acaso...em cada "acaso" que me acontece recolho pedaços que formam todo um caminho...acredito também que chegamos sempre onde devemos estar, mesmo que não seja o lugar onde pensamos estar...é o lugar onde temos para dar!
Quem sou nada tem a haver com o que outros possam ver...aquilo que sou é a minha essência com consciência e nem todos conseguem alcançar essa forma de olhar...e não tem a mínima importância porque também eu não sou importante aos outros só a mim mesma.

terça-feira, 28 de julho de 2015

Nunca quis misturar o que faço com o que crio...são ambas as partes tanto de mim...e tão pouco uma da outra que não há elos que os liguem nem distância que as separe...
Realizar a efemeridade de ter um mundo melhor…poderá ser uma utopia…cabe a cada um começar pelo seu meio... aquele que nos rodeia e do sonho à realidade a distância é cada dia aquilo que fazemos!

domingo, 26 de julho de 2015

A estupidez deve ser um estado tão interessante que alguns que lá entram nunca mais saem...

Os que me tentam derrubar se soubessem o quanto me motivam a continuar, juntavam-se ao meu caminhar...em mim nada mudava...apenas para neles os dias seriam mais suaves e ternos...como é o caminhar lado a lado sem maldade!

sábado, 25 de julho de 2015

O quotidiano traz sempre algo novo...quando acontece nem sempre é detectado...no entanto; fica no âmago e quando o silêncio me visita os ecos soam alto para indicar caminhos e alertar os sentidos!
partilhar é crescer…é ser mais…partilhar é aumentar tudo o que somos…sozinhos nada somos, nada alcançamos…juntos somos um elo que se multiplica…o amor quanto mais se entrega mais se recebe…é ele o suporte de tudo a imensa Ligação nos afectos que somos.

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Ligações e afectos , a vida é uma corrente de ligações que nos unem e afectos que nos marcam para nos dar ânimo na continuidade de tudo. Devemos todos os dias ter a consciência que os nossos atos são pedaços de nós mesmos e trazem de volta tudo aquilo que fazemos…a sociedade e a família é feita por nós, por isso devemos cuidar de ambas com o melhor de nós para que exista harmonia no mundo. 

quarta-feira, 22 de julho de 2015

Os dias acontecem sem autorização, fazer deles uma novidade é o elixir do coração que quer ser vida no viver imposto pelo tempo...

segunda-feira, 20 de julho de 2015

Vivo a solidão do profundo silêncio na companhia de tantos momentos partilhados que parecem eternos na realidade de um agora tão confuso...é um tempo de recolha interna onde recolho externos sentimentos nas verdades sem palavras...

sexta-feira, 17 de julho de 2015

Quero-te sonho, assim ao meu lado, para recordar que todas as realidades um dia foram sonho...é este o jogo do destino; sonhar e realizar, tendo pelo meio o verbo aceitar na firme certeza que nada é um acaso entre os dois pontos de apoio à vida!
Quando o cansaço anda pelo corpo o elixir para a renovação é ter a alma limpa pronta a olhar a linha do infinito onde tudo é possível alcançar pela perseverança!

quarta-feira, 15 de julho de 2015

Após a turbulência há sempre o pousio onde tudo começa a encaixar mesmo que pareça que não há encaixe possível naquilo que os momentos de desassossego trazem...

terça-feira, 14 de julho de 2015

Estar comigo é estar no lugar sem solidão, dentro de mim estão sempre todos aqueles que conquistaram o meu coração...quer estejam perto ou não!

domingo, 12 de julho de 2015

Cativar e cultivar amor é tão simples e fácil que a humanidade deixou de entender tudo isso por viver na complexidade da desconfiança...

sábado, 11 de julho de 2015

Há encruzilhadas onde nos deparamos com uma saída fácil...procurar a estreita passagem é a força universal que temos dentro do âmago...a força que não nos abandona mesmo quando nos sentimos dentro da solidão...
O fascinante do caminhar é nunca se conhecer a curva seguinte...de nada vale esperar ou querer mudar por outros atalhos...só depois destes caminhos se pode conhecer a verdadeira força de vencer ainda que se pense que já não há força dentro de nós!

sexta-feira, 10 de julho de 2015

O Amor Universal é o alimento de todos os sorrisos...dar é ter muito mais Amor dentro do peito...dar é multiplicar!

quarta-feira, 8 de julho de 2015

Todos um dia se sentem fracos...no entanto há sempre alguém que nos lembra a força que ainda não usamos! 
O tempo é sempre o mesmo tempo em compassos tão distintos que parecem tão diferentes estes tempos em que o tempo escorre vertiginosamente numa real alucinação tão estranha...

terça-feira, 7 de julho de 2015

Acordar na vida é ter a determinação de fazer deste dia mais que um dia...fazer tudo o que o olhar alcança para lá do quotidiano...fazer diferente mesmo na rotina imposta pela obrigação...

segunda-feira, 6 de julho de 2015

Andam à deriva os dias cheios de emoções múltiplas...nada se encaixa nem se separa na totalidade nem na tonalidade...

domingo, 5 de julho de 2015

Se um gesto transforma um pouco o mundo de outro também o meu fica mais intenso e real...

sábado, 4 de julho de 2015

sexta-feira, 3 de julho de 2015

A vida não é um obstáculo...cria obstáculos para nos fazer olhar mais alto nos caminhos a prosseguir...
Por detrás de uma nuvem há um raio de sol pronto a espreitar...chega na voz da amizade...nas pequenas coisas feitas com Amor...é assim que o espírito se eleva a novas lutas...a novos dias...

terça-feira, 30 de junho de 2015

Junho trouxe nos ventos calor e nuvens desconcertantes..Junho não será mais o mesmo terá uma página vincada nas emoções que não se apagam...Junho será um poema vazio sem palavras!

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Todos temos momentos que queremos eternizar. Não podemos esquecer que o que os torna eternos está dentro de nós...só assim não são momentos fugazes...

sábado, 27 de junho de 2015

Por muito que a alma lute o corpo tem o limite humano...por isso há dias que o mundo parece um vale sem luz...o corpo deita-se para aguardar novas aragens...
Há perfumes naturais que nos tocam a pele penetrando na alma para nos lembrar e erguer todos os dias!

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Se me pedirem para definir os dias não saberei...em todos eles existem tantos pedaços tão longe uns dos outros que não se consegue catalogar...a única e inteira certeza é que os vivo a todos com a intensidade imensa que cada um ocupa o seu lugar...sem os separar sinto...agarro a vida...choro e riu...vivo e morro em cada dia em novos recomeços!

terça-feira, 23 de junho de 2015

Há dias que não deviam existir...coisas que não deviam acontecer...nestes instantes não há palavras para nada dizer...só o coração fala...

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Talvez um dia me ofertem os aromas que não sei entender...e me ensinem a esquecer o que não deixo acontecer...

domingo, 21 de junho de 2015

Sonhar é a naturalidade das almas leves...viver o sonho a grandeza das certezas que não se enganam por tesoureiros de utopias que julgam que sonhos são tabelas numéricas em formatos nivelados...
Os meus sonhos não têm preço...tem trabalho e empenho no que sei dar de melhor...não sendo perfeitos são a alma completa que os elabora e vive com intensidade!

sexta-feira, 19 de junho de 2015

O que move os sentidos que elevam a alma é o que transparece nos olhos que se tocam e se encontram como se estivessem sempre unidos...

quinta-feira, 18 de junho de 2015

Vi nascer o sol e com ele abracei este dia...por muito que dancem as nuvens os meus olhos focam a luz e caminham nos intervalos para que a fonte do infinito seja sempre a meta estabelecida!

quarta-feira, 17 de junho de 2015

Há momentos que não passam por nós, ficam na eterna memória das lembranças que nos impulsionam a sermos o que fomos/somos sem malabarismos ou ensaios.
Ser um ser espontâneo é tudo aquilo que ambiciono!

terça-feira, 16 de junho de 2015

Que voz tem o sonho quando fervilha no âmago da existência? Que som o faz dançar em relâmpagos de luz no meio das sombras que se escondem no luar da inverdade?

segunda-feira, 15 de junho de 2015

Os sonhos não têm limites...limitados são os que querem pagar sonhos sem limites...
A harmonia entra com a vontade que lhe concedemos na abertura da alma que abraça o tempo sem medo de ser gente por fora e por dentro!

domingo, 14 de junho de 2015

Por muito que o sonho seja um comando na vida, há a vida que também comanda os sonhos...e os adia ou impulsiona para novos espaços...haja coragem para que a vida e o sonho se liguem na eternidade da personalidades!
Nem todos os dias há um poema para escrever...mas todos os dias há poesia na vida para se viver!

sábado, 13 de junho de 2015

Quando já não houver sonhos em mim serei a passagem que deixei...enquanto o meu respirar se ouvir haverá sempre um novo sonho...mesmo no meio de escombros!
Palavras e harmonia são elos que unem os que as entendem para lá do que se diz e faz...a essência dos sentidos é o estado puro onde somos Vida em comunhão...um todo faz de nós a nó solto onde o coração se abriga para todo o sempre!

quarta-feira, 10 de junho de 2015

Olho o mundo de vários pontos...paro o olhar nos recantos onde me encanto sem sombras...os outros pontos são passagens às quais chamo aprendizagem...e muito aprendo com tantas passagens que se julgam secretas...

segunda-feira, 8 de junho de 2015

Há uma verdade em cada olhar...uma nuance que transcende as palavras ditas...há no olhar a imensidão de tudo o que somos...gosto de olhar nos olhos!

sexta-feira, 5 de junho de 2015

Tudo mudou tanto...tanto...tudo mudou de sitio...sinto-me mais eu que nunca...e não me encontro no meio dos escombros que as alucinações vislumbram...tudo mudou...tudo parece perdido...eu encontro-me melhor que ontem!
Olhar a linha do horizonte e focar o olhar no infinito mostra-nos a longevidade de tudo e os nadas ficam mais perto do sentir...abrem-se nuances claras e transparentes dentro da balança que a consciência vê e leva dentro de cada momento!

quinta-feira, 4 de junho de 2015

Os dias galgam as margens nos desencontros de tudo...ficam as formas e os silêncios onde tudo se renova e clarifica como água pura de uma fonte suave ou de outras nascentes...tudo se revela independentemente do tempo!

terça-feira, 2 de junho de 2015

A gratidão é um estado de alma e do coração que vive dentro de mim constantemente...sou grata e quero nunca perder este sentir!

domingo, 31 de maio de 2015

Um dia dei por mim a recolher pedras; com as quais construí o novo caminho que agora me leva, sem que eu saiba, nem queira saber, onde me leva...quero caminhar nos aromas das Primaveras que me acompanham mesmo no centro de todos os Invernos!

sexta-feira, 29 de maio de 2015

As mudanças cansam o corpo...revestem a alma...elevam o espírito para o levar a horizontes desconhecidos nos sentidos com que nos empenhamos a tocar na força de conhecer novos caminhos...

quinta-feira, 28 de maio de 2015

Há 7 dias da semana e 7 são os dias para amarmos e sermos crianças todos em alegria e sintonia…Amar não tem dias nem horas, amar é um ato contínuo onde ensinamos e aprendemos todos por igual…é um colorido musical que nos salta do coração com a devoção do amor! 

segunda-feira, 25 de maio de 2015

A vida é feita de conquistas e derrotas o que somos é a atitude que temos perante cada uma delas...e aquilo que aprendemos entre ambas!

domingo, 24 de maio de 2015

Há interrogações que não encontram respostas...há respostas que se abrem pelas interpretações...há um espaço onde as palavras não dizem nada, é o silêncio que abre o pensamento, por vezes deixando as interrogações que não acrescentam nada às resposta onde se vive...

quarta-feira, 20 de maio de 2015

O tempo é tão frágil que por vezes esfuma-se com o vento sem que o consigamos alcançar nem dispensar...

segunda-feira, 18 de maio de 2015

Durante um tempo o meu silêncio será um rasgo de múltiplos pensamentos...entre ausências espero que o silêncio se organize e volte sereno como sempre...

sábado, 16 de maio de 2015

Sei o que é o amor...não porque me amas...mas pelo amor que em mim nasce todos os dias quando olho além de mim e de ti...
Caminho lentamente nas horas vazias ao encontro do amanhã...em tempo de mudanças os silêncios são mais profundos que antigamente...as palavras secam nos lábios que sorriem...o pensamento adormece para acreditar que a verdade é como a luz...pode parecer ficar escondida no tempo mas num rasgo descobre-se e brilha!

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Hoje deixei um ponto final aberto numa secreta lágrima...não consegui dizer adeus nem pensar em não voltar...hoje abandonei sem abandono...sorri quando olhei para trás porque fui muito feliz...jamais esquecerei...jamais será igual...abraço novos caminhos trémulos na segurança das mudanças que não peço...acontecem!

quarta-feira, 13 de maio de 2015

Há um sabor tão intenso nestas horas de silêncio...o espírito (en)canta-se... a alma dança para não estar quieta porque veste a inquietude da saudade enquanto o dia se aproxima...ao mesmo tempo que anseia a nova luz que se avizinha!

segunda-feira, 11 de maio de 2015

Quando me ouvires cantar canta comigo...quando me vires a chorar... não, não chores comigo; continua a cantar para se abrir o meu sorriso e te poder chamar amigo! 

sábado, 9 de maio de 2015

Que queres que te diga? Quando tudo me (o)briga a silêncios tão meus...e perco-me na viagem de ser coragem...

sexta-feira, 8 de maio de 2015

terça-feira, 5 de maio de 2015

Que não morra a vontade que as ideias vivem em constante ebulição...há dias em que a vontade tira férias e teima em quer partir para longe...

segunda-feira, 4 de maio de 2015

Quem não é sensível à poesia, não a gosta de ouvir perde um dos mais nobres sentidos da existência...não conhece os caminhos da alma extra terrenos...
Recolho do dia os ventos de ontem que mostram os caminhos para o agora acontecer...entre tempestades e chuvas fortes também nascem novos tempos de Primavera...

domingo, 3 de maio de 2015

Não apago fotografias, nem risco palavras, tão-pouco rasgo papéis antigos, tudo conta a minha história para quando já não houver memória...

sábado, 2 de maio de 2015

O verdadeiro ser humano é construído em aprendizagens...muito se aprende uns com os outros...em especial a não cometer o mesmo erro duas vezes....muito se aprende com o que os outros (nos) fazem...mais do que naquilo que nos dizem....

sexta-feira, 1 de maio de 2015

Para se observar em plenitude temos que afastar o olhar e a emoção...que beleza tem a paisagem quando estamos dentro dela?

A beleza da eternidade da escrita é sabermos que ela fica e nós partimos sem sabermos o lugar onde o nosso legado marca!

quinta-feira, 30 de abril de 2015

A vida faz tanto eco que devemos falar em cânticos para que o retorno seja uma melodia...

quarta-feira, 29 de abril de 2015

Há uma nostalgia nos mágicos silêncios com palavras dentro...é tão fácil entender a natureza...é tão complexo entender os humanos!

domingo, 26 de abril de 2015

Da janela da madrugada vi no silêncio as palavras que não foram ditas nem escritas...vi os olhares refletidos no luar ausente...enquanto a chuva caía o vento soprava e nele os sentidos ficaram mais nítidos...
As cartas estão em desuso talvez por isso já não se entenda o "de" e "para"...

sábado, 25 de abril de 2015

Há quem confunda aquilo que se aceita nos outros... julgam que este aceitar é concordar...quando aceitar e deixar cada um caminhar por onde escolheu andar...aceitar é observar e conhecer...é aprender que cada viver tem o seu espaço e descobrir que há também um espaço nosso a aceitar!

quinta-feira, 23 de abril de 2015

Escrever é criar um mundo na ponta dos dedos para encontrar olhares que os levem a universos amplos...ler é crescer em conhecimento...não haverá escritor que não seja leitor...não faz sentido ser sem ser!

quarta-feira, 22 de abril de 2015

Todos nós somos donos de opções e razões com motivações...todos escolhemos e não devemos esquecer que colhemos as escolhas que um dia escolhemos...porque as nossas motivações e razões são motivos para outras motivações e razões... nas motivações e razões outros aprendem e encontram novas motivações e razões...por vezes isto é esquecido e abrimos exclamações e interrogações quando a resposta está nas escolhas...sempre as escolhas...

terça-feira, 21 de abril de 2015

A vida é um caminho com muitos caminhos a desvendar...a caminhar crescemos e aprendemos muito ao ver como outros caminham nos mesmos caminhos...não fazendo desses passos o nosso caminho aprendemos como caminhar...

segunda-feira, 20 de abril de 2015

Faltam espelhos de água aos olhares...turvas as águas que correm pelas ruas...muitas são as palavras...poucas as nascidas de verdade após um profundo mergulho no eu...sem orgulho!

domingo, 19 de abril de 2015

As horas são inalteráveis no tempo...dentro de nós as horas nunca têm o mesmo tempo!

sexta-feira, 17 de abril de 2015


Entender o eu é demasiado complexo...desisti de entender-me...apenas e somente aceitar-me a mim e aos outros eu's...não vale a pena entender a complexidade porque nunca há uma completa descoberta...
A vida é tão fugaz que não devemos deixar de ser audazes e ocupar esse espaço com motivações capazes de nos fazerem sonhar em cada despertar...
Em busca da quietude amplifico o silêncio e nele caminho ao encontro de novos espaços onde a verdadeira e sentida união é a única razão que me move...

quinta-feira, 16 de abril de 2015

Dentro de nós há um espaço vazio que só mesmo cada individualidade a pode preencher sem auxilio de terceiros...cabe a cada um encontrar esse espaço e dele fazer um jardim em plena Primavera!

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Do céu descem sonoros ruídos que faícam no meu silêncio ...as esperas inquietam o tempo...o tempo muda...as tempestades (não) serenam...a Primavera não chega e o sol chora a sua ausência...

terça-feira, 14 de abril de 2015

Há muita vaidade disfarçada de humildade...tal como; também há posturas que apelidam de vaidade sendo pura humildade...

segunda-feira, 13 de abril de 2015

Afinal apagam mas espreitam! Estranha forma de ser...e só vêem o que querem ver...
( a pensar alto nas teclas do pc )

Ao olhar a linha do tempo sobra espaço para tanto tempo...apenas contemplo que o tempo tudo leva e tudo traz como lhe apraz...esperar é a arte sábia que só o tempo ensina sem lábias...
Para que serve escrever?...Será para deixar dormir as emoções ou simplesmente para despertar os sentidos da humanidade?...dúbias questões que me dançam na mente que pensa constantemente e pensa porque sente!

sexta-feira, 10 de abril de 2015

Passarei a ser mais normal, no entanto desconheço se algum dia sentirei a normalidade com naturalidade..