quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

As horas as noites as madrugadas ditam palavras que o dia alongou no desordenado pensamento que não se ausenta...

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Existem coisas que me impulsionam os silêncios, nas palavras escritas com a emoção, em pedaços meus espalhados no vento da madrugada!

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

À procura da lua, num manto de estrelas encobertas, deslizo o pensamento, sem sombras, ao encontro do silêncio, onde tudo tem mais sabor...

domingo, 19 de janeiro de 2014

A música da palavra quebra o silêncio, em rasgos de tinta rubra onde os aromas se intensificaram, na alma em liberdade que as canta, em papeis singelos que o vento leva, em ondas de quietude!
 
Aqueles que mais ou menos
se preocuparam
que mais ou menos estiveram
nunca foram mais que a incerteza
na certeza de que sem mais nem menos
são uma ausência!

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Queimavam em mim palavras...num poema não escrito
Procurei novas palavras...não as encontrei
Estavam já todas gastas...

domingo, 12 de janeiro de 2014

Na ausência de mim procuro-me, nos sonhos antigos, renovados nas gotas que escorrem pelo beiral dos telhados, onde as melodias esquecem o tempo e buscam novas pautas, para cantar...
 

quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

A alcançar pedaços distantes dos instantes da madrugada encontro formas nuas; de verdades que se iluminam tal como o nascer do dia...