terça-feira, 31 de março de 2015

Se a vida fosse previsível não seria vida...certa é a morte e tão imprevisível é a sua chegada...sabendo cada um de nós que é a morada esperada nunca a vida está preparada...

O destino é irreverente ...surpreendente ... avança... transforma ... faz como lhe apraz ... faz de algo competitivo uma união sem partidos... o final será feliz independente daquilo que delinear o destino !

Parece irônico ...é real...

segunda-feira, 30 de março de 2015

A poesia tem asas de amor e dor...nelas voam as emoções em louvor e clamor do ventre daquele que ousa escrever e partilhar um poema...

domingo, 29 de março de 2015

Perder nem sempre é deixar algo...pode bem ser o passo seguinte para uma nova vitória escondida numa dessas curvas da vida...aquelas curvas que nunca se sabe o que está para lá delas...assim como alcançar muitas vezes é perder algo inevitável...

sábado, 28 de março de 2015

Um adeus que me desafia...acena...baila dentro do silêncio...espero a noite e o luar desenha nas nuvens um verbo que se ausenta...estarei eu no caminho errado? ... vou partir em busca de mim e talvez não volte...talvez!

quinta-feira, 26 de março de 2015

quarta-feira, 25 de março de 2015

Desistir não é abandonar...é partir noutro caminho...depois da realidade despertar no âmago e o olhar alcançar outras formas...desistir é um recomeço!
Ontem desisti!

terça-feira, 24 de março de 2015

Há alturas e que temos que erguer muros entre a emoção e a razão... deixar que ambas caminhem nas direcções que cabe a cada uma delas...sem interferências...

segunda-feira, 23 de março de 2015

Cada um deve fazer um pouco...e pouco a pouco será muito!
(não espere que outros façam...)

Só quem sabe ler as imagens do olhar, entende o mundo que há dentro do peito sem ornamentos…quando os conseguirem ler não falem…saberão que o silêncio é uma forte emoção que não se descreve em palavras!

quarta-feira, 18 de março de 2015

segunda-feira, 16 de março de 2015

Há em mim um infinito de emoções ao observar o que me rodeia...
Esta noite a insónia ofereceu-me um sonho que me abraçou e ficou comigo no sono da Primavera que chega em suaves brisas...
Tentar é o principio de tudo...o empenho em pequenas coisas faz a cada um obter um final que pode não ser o esperado...será o destinado...sem se tentar e sem empenho é que nada acontece...

sexta-feira, 13 de março de 2015

A poesia escreve-se...em breves momentos de inspiração e outros de alguma loucura...
Há opções tão intensas que não deixam outra opção senão não optar...ficar...ficar despreocupadamente...

quarta-feira, 11 de março de 2015


A noite não é misteriosa tem dentro dela a chave dos dias...são eles que na noite bailam sem melodias em inquietos luares indomáveis...

terça-feira, 10 de março de 2015

O silêncio é o companheiro das palavras...verbalizar de mais palavras confunde a mente, alucina a visão, o pensamento fica esquecido...o silêncio leva as palavras à dimensão da escrita...das palavras mais profundas nascidas no ventre da alma!

segunda-feira, 9 de março de 2015

Há dentro de mim uma inspiração cruzada que o poema não as entende...não as coordena...entrelaçadas palavras ficam loucas num poema que se abre num duplo sentimento...e agora já nem sei se é poema!

domingo, 8 de março de 2015


Com o mundo nas palmas das mãos deixo os pássaros voarem... ao som do luar inspiro a amena madrugada...um novo cântico absorve-me o olhar...novos caminhos...novas luzes acendem-se para alinhar os passos incertos de um agora novo...imperativamente novo!
Os sonhadores nutrem o mundo...espalham nele a sua essência...cantam ilusões...mas não se iludam os sonhadores conhecem a realidade melhor que qualquer lúcido não sonhador...

sábado, 7 de março de 2015

Das conversas nascem ideias...das ideias florescem partilhas...nas partilhas crescemos em conhecimento...é pena que nem todos assim cimentem e alimente os caminhos...

quinta-feira, 5 de março de 2015


Ignoro os silêncios...já nada é segredo dentro do meu sentimento que desvaneceu num instante sem verdade!

quarta-feira, 4 de março de 2015

Há palavras que nascem de um minuto de silêncio nas horas de uma demora onde nada se entende!

segunda-feira, 2 de março de 2015

Somente se entende aquilo que é o nosso verdadeiro olhar com a alma...por isso tantos (des)focados (en)tendimentos de gestos e actos!
Inspiro o ar da manhã ... o nascer do sol escondido que me abraça ... alargo o melhor sorriso ...hoje sinto liberdade!