sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Posso sentir as gotas da chuva no corpo vestido, posso receber o sol com o olhar acesso, posso beber mas trago de cada verdade o que o universo me segreda...

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Existem momentos da vida em que tudo conta,
outros em que as contas nada valem.
Os passos abrandam e inquietam-se em cada nova etapa,
subimos e descemos tantas vezes...
Há uma proximidade para nos conhecermos.
Há um afastamento que nos faz conhecer
…o melhor do que ficou por dizer!

domingo, 26 de dezembro de 2010

Respiro fundo as diáfanas da noite, contemplo a lua com o olhar quente, palpitam em mim pedaços que amanhã serão certezas!...
O sol brilha as nuvens abraçam as brisas suaves da manhã, os poros da pele inspiram o sabor da terra, os montes cantam melodias dentro do âmago!

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Tenho o coração preparado para o sim e para o não com igual razão, só não tenho é para o senão...

sábado, 18 de dezembro de 2010

Amorno o olhar neste frio que toca o corpo resgardado da noite, solidifico os lábios nos fios flamejantes da lareia, solto os cabelos num sorriso para as estrelas...
Tudo o que sei foi o que da vida vi, tudo que vejo é a vida que sonho no crer...
Não é no mundo que encontro a paz é nas vestes ocultas do universo em que todo o meu olhar se desprende e se eleva...

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Recebo o primeiro raio de luz num dia de chuva...envolvo em mim o tacto das palavras, um sonho que acontece nos poros das minhas vestes silenciadas por um sorriso!

sábado, 4 de dezembro de 2010

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Se te agarrares ao passado
o presente será ausente
e os dias um turvo sonho o futuro a mágoa de não viver o verdadeiro presente do destino...a vida!

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

As puras amizades são como as sementes nem sempre se observam, contudo em terra fértil vingam sempre...se não germinam é porque na verdade eram ervas daninhas...a partilha é o acto universal na dádiva de coração!
Os espelhos refletem os vultos que na frente dele se observam...nunca refletem outras sombras, somente as que se entregam...
Procuramos tudo em todos os cantos da arte...o tudo está em cada um de nós!