sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Posso sentir as gotas da chuva no corpo vestido, posso receber o sol com o olhar acesso, posso beber mas trago de cada verdade o que o universo me segreda...

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Existem momentos da vida em que tudo conta,
outros em que as contas nada valem.
Os passos abrandam e inquietam-se em cada nova etapa,
subimos e descemos tantas vezes...
Há uma proximidade para nos conhecermos.
Há um afastamento que nos faz conhecer
…o melhor do que ficou por dizer!

domingo, 26 de dezembro de 2010

Respiro fundo as diáfanas da noite, contemplo a lua com o olhar quente, palpitam em mim pedaços que amanhã serão certezas!...
O sol brilha as nuvens abraçam as brisas suaves da manhã, os poros da pele inspiram o sabor da terra, os montes cantam melodias dentro do âmago!

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Tenho o coração preparado para o sim e para o não com igual razão, só não tenho é para o senão...

sábado, 18 de dezembro de 2010

Amorno o olhar neste frio que toca o corpo resgardado da noite, solidifico os lábios nos fios flamejantes da lareia, solto os cabelos num sorriso para as estrelas...
Tudo o que sei foi o que da vida vi, tudo que vejo é a vida que sonho no crer...
Não é no mundo que encontro a paz é nas vestes ocultas do universo em que todo o meu olhar se desprende e se eleva...

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Recebo o primeiro raio de luz num dia de chuva...envolvo em mim o tacto das palavras, um sonho que acontece nos poros das minhas vestes silenciadas por um sorriso!

sábado, 4 de dezembro de 2010

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Se te agarrares ao passado
o presente será ausente
e os dias um turvo sonho o futuro a mágoa de não viver o verdadeiro presente do destino...a vida!

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

As puras amizades são como as sementes nem sempre se observam, contudo em terra fértil vingam sempre...se não germinam é porque na verdade eram ervas daninhas...a partilha é o acto universal na dádiva de coração!
Os espelhos refletem os vultos que na frente dele se observam...nunca refletem outras sombras, somente as que se entregam...
Procuramos tudo em todos os cantos da arte...o tudo está em cada um de nós!

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

O caminho do amor é a partilha, não o sacrificio.
Sacrificio é fazer tudo o que o coração não sente!

Ana Coelho

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Por vezes escorrega-me o pensamento na ponta fina dos dedos, balançam em mim metáforas que se despem na contra luz das emoções...

domingo, 10 de outubro de 2010

Não tentes dar lições nem tão-pouco explicar razões, age os teus gestos serão a melhor forma de linguagem universal...

Ana Coelho

sábado, 9 de outubro de 2010

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Voam folhas de Outono nas frestas da chuva que lava os rios e deles nos faz ouvir um cântico novo...

Ana Coelho

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Perco-me em cada fragmento, encontro-me nas partículas do silêncio da tua serena voz...

Ana Coelho

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Quando olho um rosto é como se me contempla-se num espelho, esqueço-me que por detrás desse rosto está uma outra forma de vida...

Ana Coelho

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

As minhas palavras são nuances abstratas das realidades que me pulsam no âmago.

Ana Coelho

domingo, 26 de setembro de 2010

A adversidade é o paradigma para o exame fulcral à estrutura até então construida...

Ana Coelho
Não sei se andam todos loucos, ou se a louca sou eu!
Por não entender os movimentos deste tempo...

Ana Coelho
A amizade tem um horizonte tão vasto como o olhar de quem o contempla.
As raízes ficam e as flores nascem em todas as Primaveras.

Ana Coelho

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

De silêncio em silêncio descubro o verdadeiro som das palavras universais...

Ana Coelho

domingo, 19 de setembro de 2010

Só o amor é insaciável quanto mais se tem mais se quer e quanto mais se dá mais profundo é o seu sentir...

Ana Coelho

sábado, 18 de setembro de 2010

Porque o céu nem sempre é azul e porque os ventos sopram nas mais variadas direcções os dias nunca se igualam são efémeros e em constante mutação ao som dos desejos que toda a natureza escuta...

Ana Coelho

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Em torno dos arcos o véu esvoaça em penas que não se alcançam com o corpo dormente em sulcos do ontem perdido no hoje...

Ana Coelho

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

É tão fácil amar
quando dentro do peito
já nasceu a eterna semente do amor.
É fácil amar incondicionalmente
quando a voz do coração
se sobrepõe à voz da razão...

Ana Coelho
O sol nasce e renasce em cada encontro com o teu olhar, por onde os sonhos se elevam e as formas são a fiel realidade dos dias!

Ana Coelho

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Os sons do universo são encontrados dentro de cada universo único na forma de olhar de fora para dentro...

Ana Coelho

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Nos infinitos espaços da luz toda a existência é uma filigrama esculpida pelos tacto do silêncio!!

Ana Coelho

sábado, 4 de setembro de 2010

Todas as pessoas que se cruzam na nossa vida têm um papel importante a nos ensinar, estejamos nós atentos na aprendizagem...

(Porque hoje me lembrei de muitos amigos agora distântes mas que têm morada eterna em mim...)

Ana Coelho

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Porquê é que o ser humano tem tendência para passar o limite do razoável?

Ana Coelho
Busco na tua voz
o silêncio que me traz as respostas.
No após trazes sempre um novo anjo ao meu caminho!

Ana Coelho

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

A luz da razão
é o simbolo
que os olhos buscam
nos poros da suprema liberdade de Ser!

Ana Coelho

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

O sol hoje brilhou em fervor, o mar aquecido,
As almas em voos de sonho...

Amanhã o sol nasce mais uma vez...
O quotidiano volta no dia seguinte...

Ana Coelho

domingo, 15 de agosto de 2010

A amizade é um laço construído muitas vezes no silêncio dos gestos.

Ana Coelho
Não é fácil encontra-se, quando já se tem tudo, mas o coração ainda não o soube encontrar!

Ana Coelho
Olho o sol de olhos fechados
encontro os sonhos
no infinito que sinto dentro de mim!!!

Ana Coelho
E tudo porque a vida muda, e nós mudamos nela, aceitar é imperativo para continuar em largos trilhos mesmo em estreitas passagem e com o olhar salgado o horizonte é o infinito para se levitar em cada esquina ao levantar...

Ana Coelho
Pior que uma mentira é uma verdade distorcida para levar a razão ao interesse da locução...

Ana Coelho

sábado, 14 de agosto de 2010

Culpamos o outros, recusamos olhar o espelho de frente, vagueamos agarrados aos erros e teimosamente
aprisionamos a felicidade que começa no nosso olhar...

Ana Coelho
Nasceu o sol com ele mais um sonho, no sonho mais uma luz encontrada para lá do infinito palpavél...

Ana Coelho

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Por mais voltas que o universo dê as rotas não mudam, só a vontade humana pode contrariar os hostes intímamente sentidas...

Ana Coelho

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Envolvo a distância na proximidade que me grita em silêncio, busco no escuro a luz do olhar que se afasta no ruído difuso dos dias...

Ana Coelho

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Todos os seres humanos de todos os sexos ou nações contém no peito emoções, nem todos os mostram, talvez por perconceito ou mera educação...

Ana Coelho

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Temos muita gente por perto
e amigos que nunca se ausentam do coração.

Ana Coelho
Quando os aromas se intensificam e o ar me falta nos pulmões, afasto-me devagarinho!

Ana Coelho

domingo, 8 de agosto de 2010

Tudo gira num movimento pervisto, as ocultas razões são os movimentos encobertos, visiveis aos atentos olhares, contudo o universo é um amplo jardim sem fim...

Ana Coelho

sábado, 7 de agosto de 2010

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Há momentos aos quais damos muita importância,

há importâncias que no tempo se tornam apenas momentos…

Ana Coelho

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Será o ciúme uma prova de amor
ou será o amor a maior arma
para destruír o ciúme...
 
Ana Coelho
Por vezes não faço nada!
Outras corro com o vento
ganho asas e liberto os sonhos
na realidade que me envolve...

Ana Coelho

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Existem motivações tão alheias,
como a razão oculta em cada mente
que pensa e flutua em ventos invisiveis!

Ana Coelho
A renovação é a essência dos sábios,
que depois da queda encontram o azul
perto dos descalços pés no pó que nutre a vida!

Ana Coelho
Todos os dias as realidades acordam
e os sonhos renovam-se!

Ana Coelho