quinta-feira, 30 de junho de 2011

Quando pensas que conheces alguém eis que um véu se levanta e um novo eu fica perante o perplexo olhar!
Há quem conte o tempo... os minutos, os dias e as horas eu prefiro contar apenas o agora!

Só prova que nunca me conheceste mesmo depois de tantas historias…isso porque o teu olhar não era sincero e assim me vias a mim!

terça-feira, 28 de junho de 2011


A felicidade não é um estado de permanência…é o estado apenas alcançado na insustentável leveza de a saber viver!



Quando o passado está na frente do olhar, o futuro é um curto espaço para navegar…a evolução um pedaço acorrentado nos veios da (de)ilusão!

domingo, 26 de junho de 2011

As formas do meu rosto são aquilo que o teu olhar encontra, o meu sorriso é a completa forma que sou!!

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Serei eu a razão de um silêncio ou o silêncio de uma razão que me faz continuar a olhar o horizonte na fonte que o silêncio é uma voz que me apraz!
O ponto de partida para todas as chegadas é olhar para lá da ponta dos sapatos...é entregar de mão abertas e com a sorrir no sentir...
Os sentimentos puros jamais morrem, as formas humildes de olhar são a única verdade que todos os corações conseguem encontrar para lá do escuro...

quinta-feira, 23 de junho de 2011

De frente para o espelho a água é a vida que se movimenta no regaço das margens, ao encontro do abraço do majestoso mar...é sempre este o curso das águas que se perdem tantas vezes em miragens...

terça-feira, 21 de junho de 2011


Quando as palavras ditas não são o espelho das palavras executadas, algo de errado está bem confrontado!
A dança da vida é feita de cor...intensas e sóbrias é um caminhar constante pelo arco-íris ao som das harpas do âmago!

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Nesta viagem diária onde os olhos se alimentam do sol e os ventos se perdem nas brumas flutuantes do relógio imaginário, os impulsos cantam em clave de fá...

domingo, 19 de junho de 2011

Existem momentos em que o tempo sobra e sentimos a nostalgia do vazio, depois chegam tempos em que não temos tempo para nada e sopramos em angústia por pedaços de tempo só nosso...e quando damos conta o tempo passou!
Todo mudou e tudo é a mesma rotação cíclica deste tempo e daquilo que fazemos dele!


sábado, 18 de junho de 2011

Perdoar é fácil...desde que exista arrependimento e novos passos no após até ao agora...perdoar não é uma dádiva ao outro mas sim a nós próprios....
A perfeição não existe...existe sim a constante procura para a alcançar...se esse é o nosso caminho!
Existes diferenças tão iguais como as emoções que movimentam as rotações dos sentidos!

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Todos temos a capacidade de ver a cor do céu, todos temos um olhar movido pelo vento do cerne...nem todos os encontram porque o procuram nos buracos da terra!
De tudo o que se aprende a melhor que fica é o novo horizonte, aquele onde o braço se alonga e os sonhos se intensificam...

quinta-feira, 16 de junho de 2011

A coragem é uma força do âmago que saí em plena garra sempre que é necessária...

quarta-feira, 15 de junho de 2011

O amor é o único condimento que pode ser tomado sem restrições…em todas as formas…não contém contra indicações…revigora o corpo e a mente sempre … não possui genérico…é genuíno!

terça-feira, 14 de junho de 2011

A natureza entrega os aromas cada ser recebe com a força impulsiva que o cerne verte...

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Nunca sei muito bem onde começam as margens e terminam as águas...onde dormem as correntes e terminam os sonhos, porque mesmo depois de acordar as imagens são as mesmas....

domingo, 12 de junho de 2011


O pássaro canta no beiral da minha janela, as flores dançam no meu jardim e a terra sorri com os raios de sol em esplendor...

sábado, 11 de junho de 2011

Apenas seremos aquilo que do âmago transparece nas ameias de cada auscultar límpido que nos recebe na silhueta de cada nascer do sol...

sexta-feira, 10 de junho de 2011


Existem plataformas em todas as formas…causas e consequências em variadas existências!

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Espero o sol assim com o calor nas mãos, os olhos no aconchego do teu laço, as gotas da chuva fina lavam as névoas e o vento apraz todos os sentidos...

quarta-feira, 8 de junho de 2011

terça-feira, 7 de junho de 2011

A poesia é a liberdade do espírito, a absolvição da emoção, a renovação…sempre na mesma forma, a palavra… que já foi inventada!

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Já não te procuro...apenas caminho pelo pasto verde onde as cores me aconchegam...já não te busco, porque tudo que desejo está dentro de mim...



domingo, 5 de junho de 2011

Um dia talvez seja a última página...o último rabisco, um dia talvez as palavras não voltem...um dia talvez tudo mude...contudo o silêncio será sempre o silêncio onde me abrigo.

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Nunca tenhas medo de me falar uma verdade, um sentimento daqueles que bailam no peito...tem sim, o receio de ocultar um sorriso, porque sem ele eu não vivo!