sábado, 3 de junho de 2017

Palavra silenciada num poema que nunca lês

Por vezes quero dizer-te
que te amo
mas as palavras fogem
dentro do silêncio
em que te fico a olhar

Vais…segues…
avanças no teu caminhar

e eu fico aqui a amar-te
no silêncio do poema
que nunca vais ler…

Fico no sentimento
que só no tempo
o vais entender…

Amo-te
é a palavra silenciada
sempre que vais…e segues
…no teu caminhar…
eu fico a amar no silêncio
de estar neste eterno amor!


Sem comentários:

Enviar um comentário