quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Deixei os rascunhos na porta ao lado...agora sem letras ou palavras desordenadas, aconchego as horas apenas ao silêncio, onde o sabor se ilumina, numa caminhada sem verbos...de olhos abertos na alma espero a curva que se adivinha, numa estrada sem atalhos...

Sem comentários:

Enviar um comentário