domingo, 5 de junho de 2016

Tudo o que eu vejo são sinais do tempo...do tempo que não foi visto...das visões sem tempo que ficaram por recolher...e no tempo e no que se vê sentem-se os passos dos que ficam e o silêncio dos que se afastaram...tudo são sinais dos tempos!

Sem comentários:

Enviar um comentário