quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Quando escrevo um poema, sou eu e o tema numa folha em branco...ninguém sabe o que me vai no pensamento...e quando me lês deve acontecer o mesmo...tu e o poema...só assim vale a pena...e ficamos unidos pelo silêncio no poder/prazer da linguagem!

Sem comentários:

Enviar um comentário