segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Preciso de liberdade...há correntes invisíveis tão intensas a tecerem teias em remoinhos que sufocam o ar...as palavras não respiram...o pensamento consegue visualizar...os olhos calam-se em rios de inverno...preciso de liberdade!

Sem comentários:

Enviar um comentário