quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Nunca é intermitente o sentir quando saí do fundo do âmago...

Sem comentários:

Enviar um comentário