sexta-feira, 24 de junho de 2011

Serei eu a razão de um silêncio ou o silêncio de uma razão que me faz continuar a olhar o horizonte na fonte que o silêncio é uma voz que me apraz!

Sem comentários:

Enviar um comentário