segunda-feira, 20 de junho de 2011

Nesta viagem diária onde os olhos se alimentam do sol e os ventos se perdem nas brumas flutuantes do relógio imaginário, os impulsos cantam em clave de fá...

Sem comentários:

Enviar um comentário