domingo, 26 de agosto de 2012

Ao sentir verde da lucidez turva dança na memória a incerteza cinza...deixo as emoções na liberdade do sentir leve ao som do pulsar ébrio deixo cair a realidade num sonho nu !

Sem comentários:

Enviar um comentário