quinta-feira, 26 de setembro de 2013


A aurora rompeu no céu línguas de fogo que rasgaram os orvalhos da manhã nos cânticos que o olhar beija e os olhos se alongam para o horizonte azul...

Sem comentários:

Enviar um comentário