quarta-feira, 4 de março de 2015

Há palavras que nascem de um minuto de silêncio nas horas de uma demora onde nada se entende!

Sem comentários:

Enviar um comentário