segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Olho o mar com o branco das ondas a envolver o corpo vestido de azul no sentir da alma que mergulha no profundo dos dias para recolher e largar todas as pontas soltas que os dias aglomeram...

Sem comentários:

Enviar um comentário