segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Pedimos liberdade a tudo o que nos causa lágrimas, mas agarramos a dor em lembranças múltiplas com medo de deixarmos as recordações partirem...é esta a imensa prisão da alma que involuntária luta em contradição...

Sem comentários:

Enviar um comentário