domingo, 13 de janeiro de 2013

As grandes obras de arte não se devem ver em proximidade mas em profundidade...é assim que se descobre ou não a sua sublime beleza...em cada afastamento descubro  o verdadeiro sentir de uma presença...

Sem comentários:

Enviar um comentário