segunda-feira, 20 de abril de 2015

Faltam espelhos de água aos olhares...turvas as águas que correm pelas ruas...muitas são as palavras...poucas as nascidas de verdade após um profundo mergulho no eu...sem orgulho!

Sem comentários:

Enviar um comentário