quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Chegam às minhas veias ecos do ponto central equidistante em silêncios lidos nos olhares que dissipam e os axiomas brilham por de trás daquilo que se mostra...

Sem comentários:

Enviar um comentário