sábado, 7 de maio de 2011

A flauta tocava baixinho...nas cordas de um violino que chorava a ausência de um olhar...o sol caminhava sereno na certeza do teu regressar!




Sem comentários:

Enviar um comentário