quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Já o sol vai alto e as nuvens dançam indiferentes, aos corpos que se esquecem que o dia é dia e a noite é apenas um complemento onde o silêncio beija as memórias e a consciências organiza as metáforas de uma vida...

Sem comentários:

Enviar um comentário