segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Os dias já não falam, as horas tão-pouco cantam...os segundos morrem com rapidez na lentidão dos ponteiros pesados...os minutos, esses partiram, foram embora para parte incerta do dia...

Sem comentários:

Enviar um comentário