domingo, 19 de maio de 2013

Não somos nada...e são tão poucas as vezes que nos lembramos deste nada que se escapa em fragmentos ténues...
 

Sem comentários:

Enviar um comentário