quarta-feira, 16 de julho de 2014

Há uma estreita passagem entre as palavras de um poema...nem todos a encontram...nem sempre a alimentam...procuram a rima numa estrutura fina...perdem a luz da passagem onde tudo acontece...em flor de lima!

Sem comentários:

Enviar um comentário