quarta-feira, 30 de julho de 2014

Não há culpados quando o que se faz é por e com amor. Será esta a base fundamental do destino e das nossas escolhas. Não somos obrigados a acertar em tudo, somos obrigados a tentar em tudo e sempre que seja necessário.

Sem comentários:

Enviar um comentário