sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Tudo é um pouco de nada e o nada é um todo completo quando a alma se entrega em solfejos de verdade!

Sem comentários:

Enviar um comentário