quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Nunca se deve dar sentido ao impulso desmedido, devemos ter a coragem de saber esperar...fincar em cada acto o carácter da paciência que é a sapiência de receber aquilo que o vento nos oferta sem pressa ou ambição...apenas de coração livre se alcança os sonhos.

Sem comentários:

Enviar um comentário