domingo, 30 de setembro de 2012

Dos sonhos não tenho presa...acomodo-os na almofada... noite após noite até que um dia desperte os sentidos onde o sonho deixa de ser sonho!

Sem comentários:

Enviar um comentário