sábado, 1 de setembro de 2012

Pergunto tantas vezes ao pensamento...porque esqueço as palavras que deixo cair na poesia?...da mente chega-me um sussurro que me diz...a liberdade chega quando se entrega à luz tudo o que o coração sente...ter memória não é saber de cor palavras e palavras metrificadas....é colher de cada espaço o necessário para o próximo passo...entregar...e outro nele rejubilar ou julgar...

Sem comentários:

Enviar um comentário