sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Nunca me perco na noite, ela segreda-me novos sentidos no destino que encontro para lá das palavras...vislumbro as fases da lua e com ela reconstruo os trilhos áridos do pensamento...

Sem comentários:

Enviar um comentário