sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Entre pedaços de chuva e solavancos do vento nasce a semente que a terra agarrou na força íntima com a coragem de prosperar...sem vaidade ou inverdades!

Sem comentários:

Enviar um comentário