quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Nos caminhos alaranjado do quente Outono viajo com a esperança na lembrança de saber reconhecer a bonança nos gestos que a alma alcança quando se entrega a olhar para lá do palpavel instante!

Sem comentários:

Enviar um comentário