terça-feira, 30 de outubro de 2012


No silêncio prolongado criam-se abismos colossais…abrem-se fendas infindas numa linha de vazios…que a distância irá marcar o impossível recuo nos encontros!

Sem comentários:

Enviar um comentário