sexta-feira, 19 de outubro de 2012


Voam as borboletas num sopro quente de Outono essências mil nas páginas diárias...as lutas têm escadas ao encontro do azul céu...as mãos tocam e viram as páginas no branco vestido das almas!

Sem comentários:

Enviar um comentário