sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Chove, caem devagar as gotas na terra molhada, o sol espreita para aconchegar a nossa morada...o espírito canta acordes de nostalgia na fonte eterna da vida que acontece!

Sem comentários:

Enviar um comentário