sábado, 26 de novembro de 2011


Na pausa dos dedos nasce o pensamento num parto audaz sem dor ou anestesia...
O pensamento que alimenta a mente na leveza com que acordo com o destino a cada
alvorada!

Sem comentários:

Enviar um comentário