terça-feira, 8 de novembro de 2011

Elevo-me sem partir, percorro as pontes com o olhar acima das margens...observo e sinto os hinos da natureza, as correntes das sementes!

Sem comentários:

Enviar um comentário