segunda-feira, 14 de novembro de 2011


Em cada gota que escorre há uma memória, em cada instante de distância há um relâmpago que confunde a noite e verte a realidade de cada cerne...

Sem comentários:

Enviar um comentário