quarta-feira, 9 de novembro de 2011


Quem de mim se lembra, é porque existo...se existo sou útil, tão relevante como o acto simples de apenas existir num pensamento...

Sem comentários:

Enviar um comentário