segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Comecei a desfiar o ar nos vértices da aurora...senti a chuva a chegar e aconcheguei o pensamento...não o deixo mais soltar-se nem divagar pelas linhas da ilusão...sinto-me ausente deste sentir onde não sei extrair nem abstrair o que a minha mente sente a sentir sem mentir...

Sem comentários:

Enviar um comentário