quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Não tenho o poder na palavra nem a detenção de qualquer fracção das letras...não domino o meu pensamento ele é espontâneo...chega-me como o vento...sem direcção ou rumo...toca e entra em mim ao encontro dos espaços onde me acalento...mas sempre com o meu pensamento!

Sem comentários:

Enviar um comentário