quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Gosto de sentir os ruídos do mundo quando o dia desperta e os silêncios imperam nas palavras...nas margens das letras cantam os gestos que nunca ficam encobertos mesmo que por vezes pareçam invisíveis...os reflexos das palavras não ditas são a luz que desfaz as sombras onde o pensamento se encontra de frente com a realidade de cada margem...

Sem comentários:

Enviar um comentário