terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Inquietas as palavras dançam na mente...caem no papel em cascatas...fios de granizo...fecho o caderno para as deixar padecer...liberto o silêncio com o espírito abraçado ao sentir que não quero dividir...fecho o olhar mas nunca o pensamento!

Sem comentários:

Enviar um comentário