quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012


As palavras nunca vão com vento…ficam aprisionadas na mente até que o parto chegue nas asas de uma brisa que canta o desencanto do não esquecimento!

Sem comentários:

Enviar um comentário